Hipnose funciona mesmo e é real?

Certamente você já viu algum show de hipnose na TV, e ao mesmo tempo se perguntou: “Quanto estão pagando para essas pessoas fingirem estar hipnotizadas?”.

Mas talvez você não saiba que a hipnose não só é real, como também um método de terapia reconhecido pela OMS, a organização mundial da saúde, basta uma pequena pesquisa no Google Acadêmico para ter acesso a diversos artigos científicos sobre o tema.

Ficou curiosos para saber mais sobre a hipnose? Continue lendo esse artigos que vamos mostrar muitos mitos e verdades a respeito desse assunto!

A Hipnose é real?

hipnose com pêndulo

Sim, ela é real! Mas ela não funciona como vemos nos filmes e desenhos animados, a hipnose é um pouco mais prática e demanda que o profissional tenha técnicas aperfeiçoadas para levar uma pessoa ao transe.

Alguns profissionais da área citam a hipnose como “um estado alterado de consciência ou atenção plena” e ela pode ocorrer em qualquer hora do seu dia naturalmente.

Como, por exemplo, quando você está lendo um livro ou assistindo uma série super interessante na frente da televisão e, então, alguma pessoa chama seu nome, mas você não o escuta… Logo após, a pessoa grita o seu nome de novo e você toma um grande susto! Já aconteceu com você?

Isso ocorre porque sua concentração estava totalmente focada em um só ponto e sua mente sendo um mecanismo muito inteligente se esqueceu de todo o restante ao seu redor.

Não é demais!?

Como funciona?

pré talk da hipnose
Hands – Counselling and Support

Em primeiro lugar, para explicarmos como a hipnose funciona. Segundo Gerald F. Kein, a nossa mente se divide em 3 outras: consciente, subconsciente e inconsciente.

modelo da mente de Gerald Kein
Fonte: https://omnihypnosis.com.br/como-mente-funciona/

A mente inconsciente não será muito relevante para nós nesse momento, mas esta, por sua vez, é responsável por nosso sistema imunológico e controla as funções vitais de nosso corpo, como os batimentos cardíacos e a respiração.

A mente consciente é responsável pelo nosso fator racional e analítico. Ela é quem toma conta das nossas decisões diárias e nos dá explicações de como as coisas funcionam. O consciente também controla a força de vontade e a memória de curto prazo.

A mente subconsciente é responsável pela memória de longo prazo, seus hábitos, suas emoções, sua autopreservação e a ociosidade (que busca evitar mudanças).

Para entender melhor, podemos compará-la com uma câmera que filma tudo que acontece em nossa vida e guarda as imagens na memória para ser utilizada pela mente consciente.

Por exemplo, quando alguém lhe oferece aquela comida que detesta, a sua mente consciente vai perguntar para o subconsciente se você gosta daquela comida e ele responderá com as emoções da lembrança e do gosto e, consequentemente, você irá rejeitar a comida.

A Hipnose trabalha dentro do subconsciente sugestionando-o, assim, a mente consciente irá conseguir fazer novas decisões.

Imagine uma pessoa que fuma por muito tempo e deseja parar de fumar, já tentou várias e várias vezes, mas não consegue pelo fator do subconsciente não a deixar largar o vício. A hipnose entraria ressignificando a crença dentro do subconsciente sobre o cigarro e, dessa forma, a mente consciente conseguiria finalmente largar o vício.

Onde ela é utilizada?

mulher fazendo hipnose clínica

A Hipnose pode ser utilizada tanto para fins de entretenimento quanto para fins clínicos.

Como entretenimento, temos as chamadas atrações hipnose de rua e hipnose de palco. Ambas têm o intuito de levar entretenimento aos participantes e ao público presentes ali, o hipnotizado participa de uma experiência única e muito divertida, através de brincadeiras como: esquecer o nome, falar outra língua, ficar sem voz e até mesmo ter uma alucinação.

Já na hipnose clínica, o papel é totalmente diferente, o objetivo do profissional hipnoterapeuta é resolver algum problema, seja psicológico ou físico que incomoda o paciente, tais como: obesidade, gagueira, fobias, vícios, síndrome do pânico, traumas, enfim, trabalha na reprogramação mental para qualquer finalidade positiva.

Diferentemente da hipnose de entretenimento, a hipnose clínica demanda ser aplicada em um local apropriado sem interrupções, como, por exemplo, um consultório.

A hipnose clínica no Brasil é reconhecida pelos Conselhos de Medicina, Psicologia, Fisioterapia e Odontologia como recurso terapêutico e pode ser utilizada tanto por profissionais desta área quanto por psicanalistas, terapeutas ou hipnólogos capacitados.

Mitos sobre a Hipnose

mulher deitada no divã fazendo hipnose

Há quem diga que a hipnose é muito perigosa e que não temos o total controle sobre esta. Especialistas afirmam que este é um mito e que não há como hipnotizar alguém sem antes esta pessoa permitir.

E se eu for hipnotizado e o hipnotista morrer, eu nunca mais vou voltar? Não, a pessoa hipnotizada tem o controle durante a hipnose e pode voltar do transe quando quiser.

Uma boa analogia do que seria a hipnose é o GPS, onde o profissional seria um guia para a pessoa dentro de seu subconsciente, porém, é ela quem tem o poder de direção do veículo.

Quer ser avisado de novos conteúdos como este? Então, cadastre seu e-mail abaixo e participe da nossa lista.

X