Desmistificando a hipnose não verbal

Entendendo o método do Dr Marco Paret, mestre reconhecido em todo o mundo e autoridade na hipnose não verbal

O Estudo sobre a Fascinação Hipnótica Instantânea e o Magnetismo Animal vem sendo estudado há milênios por praticamente todas as culturas do mundo. No século XVIII, Anton Mesmer simplificou e trouxe o conceito de Magnetismo Animal para a academia. Hoje, o Dr. Marco Paret , maior autoridade mundial na área, traz uma nova visão destes métodos, através de pesquisas de campo nos locais onde estes segredos eram guardados.

A fim de que este conhecimento praticamente “perdido” na história fosse compartilhado para o mundo, Dr. Paret criou um método científico e empírico que relaciona técnicas antigas com os métodos mais modernos de psicologia e neurociência.

Através disto, traz para os dias atuais conceitos que anteriormente poderiam ser considerados antiquados ou proibidos para muitos ensinando de uma maneira coesa os segredos dos antigos mestres magnetizadores e fascinadores.

Adentrando e conhecendo sociedades secretas e ordens que são desconhecidas pela grande maioria das pessoas, recebeu autorização das mesmas para compartilhar estes conhecimentos ao resto do mundo.

Estudando também profundamente técnicas modernas de Psicologia, Hipnose Tradicional, Programação Neurolinguística de Terceira Geração e Técnicas Quânticas, seu campo de pesquisa conta com décadas de experiência e hoje é conhecido hoje como um dos métodos mais eficazes do mundo.

hipnose não verbal

Magnetismo animal

O conceito de Magnetismo Animal foi introduzido por Anton Mesmer no século XVIII, onde se trata do estudo dos campos eletromagnéticos que cada ser possui. A pessoa que domina o magnetismo, tem a capacidade de realizar feitos considerados incríveis pela maioria, tendo assim um grande poder de influência interpessoal e ambiental.

Muitas pessoas desenvolvem um magnetismo pessoal de maneira natural, sendo estas consideradas “sortudas” ou místicas por conseguirem de maneira “fácil”. Entretanto, não conseguem resultados tão admiráveis comparados aos que possuem um profundo conhecimento. Assim, existem tradições e sociedades que têm como objetivo o estudo e desenvolvimento deste. Grandes nomes da história como Aristóteles, Plutarco, Plínio, Marsílio Ficino, São Tomás e Alberto Magno já falavam deste saber.

O Magnetismo e a Fascinação estão presentes na história e mitos

Em nossa história, existiram muitos mestres em magnetismo, fascinação hipnótica, efeito placebo e outras artes que por muito tempo ajudaram na “cura” ou então foram ferramentas de poder para pessoas consideradas excepcionais em seu meio social.

Dentre estes estão os xamãs, monges e os que eram considerados bruxas e feiticeiros. Utilizando-se do olhar da fascinação, muitos destes influenciavam, paralisavam e empoderavam pessoas e a si mesmos nas mais diversas situações. Estes saberes também estão intrinsecamente ligados à mitologia, como por exemplo a medusa, que utilizava seu olhar para transformar em pedra (paralisar) quem olhasse para a mesma.

 Ação terapêutica com a hipnose não verbal

Hoje estes conhecimentos em conjunto dos mais desenvolvidos estudos terapêuticos atuais, tem a capacidade de gerar resultados muito mais rápido na vida das pessoas através da hipnose não verbal.

É possível induzir o indivíduo a transes poderosos onde tem a possibilidade de acessar uma série de recursos internos que de outra maneira demoraria muito mais para se conseguir. Regressão, alívio total ou parcial de uma dor, controle de ansiedade e outros transtornos psicológicos estão entre os problemas que estas técnicas podem solucionar.

Além disso, o estudo deste conhecimento lhe proporciona a possibilidade de desenvolvimento do magnetismo pessoal que lhe tornará uma pessoa com um poder pessoal acima da média.

É importante ressaltar que todo este conhecimento deve ser usado de maneira ética, e não para tirar vantagens de outras pessoas. O objetivo da liberação destes conhecimentos é gerar um ser humano melhor, mais ético e capaz de ser útil a si mesmo e ao próximo de maneira mais eficaz.

Preparado(a) para ir mais à fundo na hipnose não verbal?

Você também poderá gostar de ler: O segredo dos antigos mestres

Não pare por aqui

Conteúdos de especialistas