Ismael Fontoura

Hipnose e coach A Hipnose e Coach são ferramentas capazes de transformar uma realidade dentro e fora do ambiente terapêutico, transformando crenças e mostrando possibilidades para o cliente, que encontra naturalmente a solução para todas as suas problemáticas. O processo de Coaching pode ser usado como ferramenta para ajudar em sua saúde da seguinte forma. Ajudando a ter mais disposição, energia, bem estar e comprometimento para ter uma vida mais saudável para que atinja uma determinada meta ou objetivo. Um dos benefícios essências é criar Continue lendo

O Fenômeno Magnetismo Desde a descoberta do campo magnético em 1831 pelo cientista  Michael Faraday. Sabemos que a eletricidade conduz magnetismo, tal força foi descrita como electromagnetismo pelo matemático James Clerk Maxwell entre 1861 e 1862. Suas equações oriundas das descobertas de Faraday contribuirão significativamente para uma revolução tecnológica iniciada no século XIX. Magnetismo e a Hipnose Mas o que a Hipnose tem a ver com o magnetismo? Muita coisa! A hipnose que conhecemos nasceu de certa forma dos estudos de fenômenos descritos pelo Médico Alemão Franz Anton Mesmer, Continue lendo

Neurônios Espelho e Empatia   Por que sorrimos quando vemos alguém sorrir? Ou por que ficamos com olhos marejados quando a protagonista de um filme chora? Já reparou que nos retesamos quando vemos alguém com dor ou sentimos uma vontade incontrolável de bocejar quando alguém boceja? Afinal, o que nos leva a agir de acordo com o que as outras pessoas fazem? A Origem da Fala A origem da fala e da linguagem é indiscutivelmente a transição mais importante na evolução dos humanos modernos… com Continue lendo

Pierre Paul Broca, um neurologista francês, foi o pioneiro a identificar áreas específicas do encéfalo relacionadas a linguagem. Broca foi influenciado pelo esforços de Gall (Franz Joseph Gall, neuro anatomista e criador da Frenologia, iniciou as tentativas de integrar conceitos biológicos e psicológicos do estudo do comportamento por volta de 1800) em mapear as funções superiores no encéfalo; contudo, em vez de relacionar comportamento com colombos no crânio, ele correlacionou evidências clínicas de afasias com lesões encefálicas descobertas após a morte. Em 1861 ele escreveu. Continue lendo

X